ISO: CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE PARA EMPRESAS

Tempo de Leitura: 7 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

ISO

 

ISO é uma das grandes responsáveis por fazer com que as empresas tragam mais qualidade nos seus produtos, e torná-las mais competitivas. Sendo assim, uma empresa com certificação ISO é muito mais bem vista no mercado, pois já é sabido que ela desenvolve seus produtos seguindo uma série de requisitos que garantem sua qualidade.   

No decorrer deste texto, você vai saber o que é ISO, qual é o seu objetivo, normas mais conhecidas, quais benefícios elas trazem e como aplicar na sua empresa. Então, vamos ver o que realmente é o ISO?

 

O que é ISO?

International Organization for Standardization (ISO), ou seja, Organização Internacional de Padronização, é uma organização que procura desenvolver e promover normas, testes e certificações, com o objetivo de normalizar condutas e processos em organizações de diferentes segmentos do mercado.

 A ISO foi fundada em Genebra, na Suíça, no ano de 1946. Hoje, ela é formada por representantes de 165 países como, por exemplo,o Brasil, no qual a Associação Brasileira de Normas Técnica (ABNT) é a representante. Atualmente, a ISO já possui mais de 23.600 normas abrangendo todos os aspectos de tecnologia e fabricação, que são utilizadas em diversos países do mundo.

 

Qual é a função do ISO?

Como mencionado, a função da ISO é criar normas que abrangem um conjunto de requisitos, incluindo leis e regulamentos aplicáveis. Assim, ajuda a garantir que as organizações irão fornecer produtos e serviços com qualidade o suficiente para atenderem às necessidades e expectativas de seus clientes.

Portanto, quando uma empresa, serviço ou produto que se adequa a uma norma específica, ela recebe a certificação ISO correspondente aquela norma alcançada.  Para alcançar essa certificação é realizada uma verificação com várias etapas, com o objetivo de garantir que a empresa está realmente seguindo e implementando as normas de forma correta.

 

Conheça as famílias ISO mais populares

Dentre as mais de 23.600 normas que já foram desenvolvidas, existem aquelas que são mais conhecidas. Exemplos delas são as normas da família ISO 9000, focadas na gestão da qualidade; a ISO 14000 e 14001, voltadas para gestão ambiental; a ISO 22000, que trata da segurança dos alimentos; e a ISO 50001, relacionadas à gestão estratégica. A seguir falaremos um pouco melhor sobre cada uma delas.

 

ISO 9000

São um conjunto de normas que têm por objetivo instalar um sistema de gestão da qualidade eficiente. Inicialmente, existiam a ISO 9002 e 9003, porém, agora elas estão contempladas na ISO 9001. Além dela, há também a ISO 9004.

  • ISO 9001: trata dos requisitos necessários para monitorar, e controlar, sistemas de qualidade durante todo o ciclo de desenvolvimento do produto. Ela funciona como um instrumento que auxilia na busca por processos ineficientes, ou problemas de qualidade, e assim corrigi-los, rumo a uma melhoria contínua. Sendo assim, possui o intuito de garantir maior otimização dos processos e agilidade no desenvolvimento do produto, a fim de alcançar excelência no seu desenvolvimento e entregar maior qualidade ao cliente.

  • ISO 9004: essa norma amplia os benefícios alcançados através da ISO 9001, pois além de buscar a qualidade total nos processos, ela incita a capacitação dos funcionários. Isso tudo leva ao planejamento estratégico da empresa, visando ampliar os resultados e aprimorar os recursos.

 

ISO 14000 e 14001

A norma 14000 permite uma organização desenvolva uma estrutura para proteção do meio ambiente por meio de uma série de requisitos específicos, que a levam a criar um sistema de gestão ambiental efetivo. Dessa forma, a norma 14001 foi criada para atuar no desenvolvimento sustentável da empresa de forma estratégica., 

Além disso, ela auxilia a pensar em um sistema efetivo de gestão ambiental, contemplando a preocupação com a cadeia de valor, ciclo de vida, entre outros. Inclusive, a ISO 14000 proporciona ganhos econômicos, visto que ao reduzir o consumo de recursos, também reduz custos.

 

ISO 22000

A ISO 2200  tem o intuito de trazer uma série de requisitos que tragam segurança aos alimentos. Isso ocorre desde a obtenção da matéria-prima até a chegada do produto na casa do consumidor, ou seja, abrangendo todos da cadeia alimentar.

 

ISO 50001

A ISO 50001 tem o  objetivo de  auxiliar na implementação de um sistema de gestão de energia que atue de forma estratégica na empresa, e assim melhorar o desempenho de consumo da mesma, buscando sempre utilizá-la de forma consciente. Dessa maneira, a implementação desta norma implica na redução de impactos ambientais relacionados à energia.

Portanto, pode-se observar que cada norma traz benefícios diferentes para organização, mas todos têm o mesmo objetivo: trazer qualidade aos seus produtos/serviços de forma excelente, sempre rumo a melhoria contínua, e buscando atender às necessidades e as expectativas de seus clientes.

 

Quais são os benefícios da certificação ISO?

Como mencionado ao longo deste conteúdo, ela é uma grande aliada no processo de implementação de melhoria contínua. Além disso, ela eleva o padrão das organizações colocando no dia a dia as melhores práticas no ambiente empresarial.

No entanto, os benefícios não ficam por aí: ela também eleva a visão da sua empresa no mercado. Isso pois uma empresa que já passou por uma auditoria e possui seus certificados, que comprovam que seus processos possuem qualidade e seguem uma padronização, obtêm uma maior confiança do mercado. Isso mostra que sua empresa está preocupada em oferecer o melhor produto ou serviço para o seu cliente.

Além disso, internamente, a empresa estará bem estruturada em sua totalidade, desde a direção, que é responsável pela parte estratégica, até a os colaboradores responsáveis pelo desenvolvimento de todo o produto. Estas normas criam uma cultura de melhoria contínua na empresa, melhorando a integração dos processos. Ademais, ela proporciona um maior envolvimento dos colaboradores, pois eles olharão para o futuro com o mesmo objetivo que a empresa.

Por fim, as normas também auxiliam na tomada de decisão dos gestores da empresa. Sendo assim, a partir delas será possível tomar decisões mais assertivas.

 

Como conseguir a certificação ISO para minha empresa?

Para conseguir a certificação ISO, é necessário seguir os seguintes passos:

 

1. Diagnóstico

Etapa destinada para verificar qual a situação da empresa em relação aos requisitos da norma desejada, e a partir disso identificar quais serão as ações necessárias para conseguir obter a certificação desejada.

 

2. Planejamento

Nesta etapa, é direcionada para o planejamento e organização do que deve ser feito para alcançar a certificação desejada, levando em consideração a dificuldade das ações, prazos, estrutura interna e necessidade de organização.

 

3. Implementação

É a parte prática na busca pela certificação. Nela, serão desenvolvidas as atividades necessárias para adequação aos requisitos da norma desejada.

 

4. Auditoria

Após concluir a implementação de todos os requisitos necessários para ficar compatível ao que a norma solicita, então é a hora de solicitar a Auditoria Externa, realizada por um Órgão Certificador para receber o certificado.

 

ISO - Etapas para obter a certificação ISO

 

Aqui, é importante ressaltar que a importância da empresa que busca uma certificação ISO encontrar uma consultoria especializada. Dessa forma, tal consultoria  garante que todo o processo seja feito de forma assertiva, ágil e efetiva.

Por fim, é válido salientar que qualquer empresa pode se adequar a uma norma da ISO, pois elas se moldam a realidade de qualquer empresa, seja ela pequena ou grande. Então, todas empresas podem buscar suas certificações, e assim implementarem a melhoria contínua nos seus processos e colher todos os benefícios.

 

 

Quer se aprofundar em outros conteúdos sobre qualidade? Então confira o nosso artigo exclusivo sobre Gestão de Qualidade!

 

voltar ao topo

Saiba mais