KAIZEN: SAIBA TUDO SOBRE O MÉTODO DE MELHORIA CONTÍNUA

 

Kaizen é uma metodologia que preza pela melhoria contínua, seja ela pessoal, social ou profissional. Na indústria, ela se refere ao aprimoramento diário e constante, com o objetivo de aumentar a produtividade.

O método nasceu no Japão pós-Segunda Guerra Mundial, que estava devastado economicamente e precisava voltar ao mercado para competir com grandes empresas. Dessa maneira, o Kaizen foi criado com a intenção de eliminar os desperdícios e riscos a partir dos mandamentos do teórico organizacional Masaaki Imai.

 

Metodologia kaizen: entenda seus objetivos

A metodologia Kaizen propõe reduzir todo o tipo de desperdício a partir do envolvimento de todos os trabalhadores num contínuo processo de melhoria. Para isso, é necessário transparência e objetividade na comunicação, a fim de que todos compreendam os rumos que a empresa vai tomar. Ademais, deve-se focar no aprimoramento dos processos, reduzindo gastos e erros que geram retrabalho.

Dessa forma, o Kaizen prega a transferência de conhecimento entre funcionários em todos setores da empresa, do chão de fábrica à gestão. Além disso, o método preza pelo bem-estar dos trabalhadores, o que interfere diretamente na produtividade dos mesmos. 

A metodologia Kaizen figura entre as ferramentas do Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta), e é extremamente flexível. Sua aplicabilidade é diversa, podendo ser implementada na indústria e em empresas de diferentes tamanhos e setores, como de finanças e de tecnologia.

 

Benefícios do kaizen para a sua empresa

A metodologia Kaizen garante diversos benefícios, tanto para a produção quanto para a cultura da empresa. Com a padronização e o aprimoramento contínuo dos processos, é possível reduzir custos e retrabalhos, gerando, assim, um aumento significativo da produtividade. Esse aumento também ocorre com a implementação de uma cultura organizacional forte, na qual a comunicação entre gestores e funcionários é essencial.

Além disso, o Kaizen preza pela humanização e limpeza do local de trabalho, o qual promove não só o bem-estar dos funcionários, mas também uma maior qualidade do fluxo de trabalho e do produto final. Por fim, todos esses fatores resultam na potencialização da capacidade produtiva da empresa e no aumento da satisfação do cliente e dos colaboradores.

 

Como aplicar o Kaizen? Conheça os caminhos

O Kaizen é mais que uma metodologia, é uma filosofia que deve ser seguida em todos os âmbitos da empresa. Portanto, para implementá-lo, é necessário que todos os colaboradores recebam treinamento sobre o conceito e que suas diretrizes sejam incorporadas por todos, fazendo parte da cultura da organização.

Além disso, em termos de metodologia, deve-se montar um planejamento contendo os processos no cenário atual em que a empresa se encontra, o cenário almejado e o plano de ação. Uma boa maneira de padronizar esse planejamento é seguir o Ciclo PDCA.

 

O evento Kaizen

O evento Kaizen nada mais é que um intervalo de tempo pré-agendado, no qual uma equipe de funcionários irá se dedicar a implementar as mudanças necessárias e indicadas no projeto. Ele é composto por três etapas e o tempo máximo indicado para a duração de todas elas é de 30 dias. As etapas são preparação, evento e follow-up.

 

Preparação

Nesta etapa, é realizado o planejamento de toda a implementação que ocorrerá a seguir, na fase do “evento Kaizen”. Nela, é feita a escolha dos membros que irão participar do processo, assim como a preparação dos mesmos. Além disso, serão definidas as etapas de implantação e coletados todos os dados necessários para a execução de cada fase.

 

Evento

Aqui, a equipe dedica a totalidade do seu tempo para a implementação do planejamento, de maneira otimizada, a fim de alavancar os resultados da empresa à meta estipulada. Dessa maneira, as atividades diárias da equipe deverão ser remanejadas com outros colaboradores.

 

Follow-up

Após a implementação, partimos para a etapa de controle da mudança, a fim de garantir que as mudanças sejam mantidas ao longo do tempo. Tais alterações exigem tempo e esforço e, portanto, a etapa de Follow-up supre a necessidade de acompanhamento e manutenção para que a empresa não volte ao estado de qualidade anterior à aplicação do Kaizen.

Contudo, tendo em vista as características da metodologia Kanban, podemos observar uma melhor aplicação em equipes mais maduras e experientes, em que as demandas são voláteis e imprevisíveis.

 

As sete etapas da implementação

O ciclo de melhoria contínua do Kaizen pode ser dividido em sete etapas chaves. Algumas delas ocorrem antes da fase de preparação citada acima, enquanto outras são realizadas após a fase do evento e do follow-up:

 

  1. Encontrar problemas, erros ou desperdícios que podem ser melhorados;
  2. Mapear o processo atual;
  3. Desenvolver uma solução para os problemas previamente definidos, além de identificar as causas e propor melhorias;
  4. Preparar e pilotar um evento Kaizen para implementar tais melhorias;
  5. Analisar os novos dados, certificando-se de que os indicadores apontam a real melhoria dos problemas definidos;
  6. Padronizar os procedimentos que foram modificados e acompanhar suas execuções;
  7. Planejar os próximos passos para, assim, retornar ao ciclo de melhoria contínua Kaizen.
As sete etapas da implementação

 

Conheça também o sistema Kanban, metodologia visual de acompanhamento dos fluxos das empresas!

EPR Consultoria