5S: CONHEÇA OS PRINCÍPIOS DA METODOLOGIA DOS 5 SENSOS

Tempo de Leitura: 7 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

5S - Banner

 

5S é uma metodologia japonese que busca alcançar a melhoria contínua e aperfeiçoar a organização, limpeza e padronização de processos. Nesse sentido, o programa 5S possui uma série de benefícios e ferramentas para auxiliar na qualidade empresarial, além de ter base em diversos princípios que você confere na sequência.

 

O que é 5S?

A metodologia 5S traz um conjunto de ferramentas que visam uma melhor qualidade em todas as áreas de uma empresa. Sua origem, portanto, se deu a partir das bases de 5 sensos japoneses.

Dessa forma, 5S representa as cinco palavras de origem japonesa que começam com a letra S. Assim, elas têm o objetivo de garantir qualidade, segurança e organização, auxiliando inclusive para aprimorar o clima organizacional de empresas.

Além disso, a metodologia 5S também é recorrente no desenvolvimento do plano estratégico. Assim, assegura que os princípios básicos da empresa apresentem melhorias para alcançar a qualidade total.

 

Quais são os sensos do 5S?

Os cinco sensos do método 5S baseiam-se nas cinco palavras japonesas abaixo:

  1. Seiri – Senso de utilização
  2. Seiton – Senso de organização
  3. Seiso – Senso de limpeza
  4. Seiketsu – Senso de normatização
  5. Shitsuke – Senso de autodisciplina

 

5S - EPR Consultoria

 

Sendo assim, a aplicação da metodologia 5s segue os princípios de cada um desses sensos para desenvolver a gestão da qualidade. Confira a seguir:

 

Seiri

O primeiro senso do 5S é o senso de utilização, que representa o bom senso, o questionamento da necessidade de etapas, ferramentas e funções dentro do processo. Além disso, garante o equilíbrio das operações dentro da instituição. O objetivo desse senso, portanto, é deixar o ambiente de trabalho mais útil.

É na etapa do 5S em que deve-se verificar tudo que a empresa possui: objetos, materiais, equipamentos, documentos… Além do mais, é preciso analisar a frequência de utilização desses materiais ou objetos e, a partir disso, definir o que se descarta ou rearranja.

Como resultado do primeiro senso do 5S, temos um ambiente de trabalho organizado e útil, livre de desperdícios e excessos. Assim, ele contém o que realmente importa para a empresa, além de alavancar ainda mais a produtividade dos colaboradores.

 

Seiton

O segundo senso do programa 5S representa o senso de organização. Após fazer a seleção dos materiais que são necessários, é o momento de organizar tudo, visando a simplificação. Portanto, para isso, pode se elaborar sistemas e padrões para que os colaboradores tenham um acesso mais fácil aos materiais necessários, através de identificações, estantes e etiquetas.

Dessa maneira a metodologia do 5S, além da organização espacial, também considera a organização digital. Aqui, valoriza aplicativos e pastas específicas de acordo com cada necessidade.

Com esse senso do programa 5S, agilizam-se os processos e os colaboradores têm acesso mais fácil. Isso leva a uma maior economia de tempo, e consequentemente o aumento da produtividade.

 

Seiso

O seiso representa o senso da limpeza, muito importante para manter o ambiente de trabalho higiênico e arrumado, que reflete diretamente na qualidade de entrega. Este senso do 5S desperta uma responsabilidade individual entre os colaboradores, tanto em suas áreas pessoais de trabalho como nas áreas em comum.

É nessa etapa do 5S que se realizam as limpezas das ferramentas de trabalho e do local em que se realizam as atividades. Além disso, com esse senso ocorre o conserto de materiais estragados, ou de um elemento que cause algum desconforto e a investigação do que gera sujeira ou imperfeições.

A partir do senso da limpeza da metodologia 5S, desenvolve-se um ambiente satisfatório para os colaboradores. Assim, por trabalharem em um local limpo e agradável, com equipamentos que funcionam, impacta-se no bem-estar geral da empresa.

 

Seiketsu

O seiketsu representa o senso da normatização da metodologia 5S. Portanto, tem como objetivo garantir que a utilização, organização e limpeza dos métodos anteriores aconteçam na empresa.

Sendo assim, nesta etapa do 5S, define-se quem serão os responsáveis por dar continuidade das atividades realizadas nas etapas anteriores, sempre buscando a melhoria contínua.

Com isso, esse senso busca tornar constante os valores e padrões estabelecidos através de normas e da rotina do programa 5S. Assim, faz com que os colaboradores sigam e apoiam as mudanças.

 

Shitsuke

O último senso do 5S é o senso de disciplina, que busca manter e estabelecer os princípios anteriores. Por isso, na etapa de shitsuke é importante apoiar e capacitar os envolvidos no processo, incentivar os valores da metodologia e transformá-los em parte ativa da visão e cultura da empresa.

A disciplina, muitas vezes considerada ponto principal do 5S, é atingida quando cada colaborador realiza seu papel na busca por um ambiente propício. Sendo assim, é responsável por melhorar a qualidade, o desempenho, a saúde e a produtividade dentro de uma organização.

 

Quais os benefícios da metodologia 5S?

A metodologia 5S traz uma série de resultados positivos quando implementada em uma organização. Esses benefícios impactam tanto no ambiente de trabalho como no âmbito pessoal, ao estimular o bem estar da empresa e dos colaboradores.

Alguns dos muitos benefícios referentes ao 5S são:

  • Aumento da qualidade do produto ou serviço desenvolvido pela empresa;
  • Aumento da produtividade dos colaboradores;
  • Facilitação da identificação de erros, e processos problemáticos da organização;
  • Diminuição de desperdícios e excessos;
  • Prevenção contra acidentes;
  • Embasamento para a implementação de outras metodologias;
  • Melhoria do ambiente de trabalho;
  • Melhoria da qualidade de vida dos colaboradores;
  • Aumento de colaboradores engajados;
  • Ambiente mais organizado e limpo;
  • Otimização do tempo dos processos.

 

Como aplicar o 5S no ambiente de trabalho?

Para que o 5S seja aplicado no ambiente de trabalho, sugerimos alguns passos a serem seguidos, facilitando a implementação e estímulo aos colaboradores. São eles:

  1. Divulgação: o primeiro passo para aplicar o 5S na empresa é disseminar a ideia entre os envolvidos. Ou seja, conscientizar os colaboradores sobre a importância do uso da metodologia para alcançar mudanças necessárias para a melhoria dos processos e resultados.

  2. Preparação: selecionar quais colaboradores irão agir em determinada área para implementar os sensos. Portanto, dividir a equipe, para que cada um tenha as suas funções e entenda a importância de realizá-las. Além disso, segure-se a criação de uma Comissão de Controle, uma equipe com colaboradores designados a controlar a qualidade e auxiliar o restante da equipe na busca pela melhoria contínua.

  3. Análise dos pontos críticos: para aplicar a metodologia do 5S de maneira correta, é importante analisar previamente quais são os problemas existentes na empresa, e já pensar em maneiras de resolvê-los através dos sensos. Definindo os pontos de atenção e direcionando o que deve ser resolvido com cada um dos sensos. Para ajudar nesta etapa, sugere-se o uso da metodologia 5W2H, que pode ser conhecida clicando aqui!

  4. Implantação dos sensos: envolver todos os colaboradores na aplicação do programa 5S, seguindo um senso de cada vez conforme a ordem apresentada. Nesta etapa, é importante o engajamento de todos para tornar o 5S não apenas uma ferramenta de gestão, mas uma filosofia, participando da cultura da empresa.

  5. Feedbacks: a última etapa para concluir a aplicação do 5S é a etapa de feedbacks, em que é realizada uma avaliação de como ocorreu o processo de aplicação dessa metodologia. O ideal é sempre melhorar e aprimorar todos os processos, a fim de atingir a qualidade total.

 

 

Saiba mais sobre o Diagrama de Ishikawa, outra importante ferramenta de qualidade, clicando aqui!

 

voltar ao topo

Saiba mais