GESTÃO DE RESTAURANTE: O QUE É, BENEFÍCIOS E COMO FAZER

Tempo de Leitura: 5 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

Gestão de restaurante: o que é, benefícios e como fazer

O que é gestão de restaurante?

Todos negócios bem-sucedidos têm um ponto em comum: uma gestão eficiente e um planejamento bem executado. Não seria diferente se tratando de restaurantes. Apesar do principal objetivo de um restaurante ser entregar uma comida de qualidade e um serviço acolhedor, tal objetivo não advém somente de um bom cozinheiro, e sim de um gerenciamento adequado de todos os seus recursos, sejam eles físicos, humanos ou financeiros.

Desde a compra de insumos, até o preparo do prato, há dezenas de processos que irão influenciar na qualidade final do serviço prestado e, para que todas as etapas ocorram da maneira esperada, deve-se ter um planejamento detalhado do que é esperado em cada etapa do processo.

Aqui, destaca-se a importância do gerenciamento dos insumos dentro do estoque, que, por se tratar de demandas que são difíceis de prever e de itens com pouco tempo de validade, torna-se uma das tarefas mais complexas na gestão de um restaurante. Encontrar o ponto de equilíbrio do estoque requer uma análise minuciosa da demanda e, aqui, é onde a maioria dos restaurantes acabam cometendo seus maiores erros.

 

Quais os benefícios da gestão de restaurante?

Uma boa gestão de restaurante permite, principalmente, diminuir desperdícios de matéria prima, trazendo, assim, uma maior margem de lucro para a empresa.

Gerenciar é, também, ter um acompanhamento eficaz dos dados, o que permite realizar uma previsão de demanda assertiva e, assim, um gerenciamento adequado do estoque, buscando reduzir desperdícios e evitar a falta de itens no cardápio.

Tal gestão pode ser realizada através de ferramentas especializadas, criadas exclusivamente para suprir as demandas específicas do restaurante. Uma gestão eficiente do estoque traz também um maior equilíbrio financeiro da empresa, já que permite uma maior margem nas vendas.

Leia mais sobre gestão de estoque aqui!

 

Além disso, outro ponto muito importante para se atentar na gestão de um restaurante está no controle de custos dos negócios. Muitos restaurantes, principalmente os com serviço de self service, tem dificuldade em saber os custos reais de seus produtos e, portanto, não sabem se a precificação está sendo feita da maneira correta. Isso ocorre porque a demanda varia muito todos os dias, logo, acaba sendo difícil inferir corretamente todos os custos diluídos nas vendas.

Para tal, é necessário uma análise de todos custos, desde a compra de insumos, passando pelos custos fixos, até o custo de produção de cada item vendido. Tal análise se dá através de várias etapas, sendo elas:

  1. Levantar todos os custos da empresa a serem rateados nos itens vendidos;
  2. Definir os centros de custos que serão usados;
  3. Definir os critérios de rateio e sua proporção;
  4. Analisar exatamente os custos por produto.

 

3 boas práticas da gestão de restaurante

Para uma gestão de restaurante eficiente, deve-se atentar a vários fatores. Trazemos aqui o que os clientes mais exigem dos estabelecimentos de alimentação:

 

1 – Atendimento Personalizado

Um atendimento de qualidade e ágil é a chave para a satisfação do cliente. Segundo pesquisa realizada com clientes dos maiores restaurantes do país, a qualidade do atendimento se encontra entre os maiores fatores de fidelização.  Segundo os clientes, colaboradores atenciosos e um atendimento ágil fazem com que a experiência no restaurante seja muito mais prazerosa.

 

2 – Adaptabilidade às tendências

Estar sempre atento às principais tendências do mercado é extremamente necessário para uma gestão de restaurante eficiente. Se possível, sempre realizar pesquisas junto aos clientes para medir a qualidade do serviço e do menu e identificar as mudanças de consumo. Assim, será possível uma mudança de rumo, quando necessário.

 

3 – Modernização da Gestão

Como já dito anteriormente, ter um maior controle dos dados do restaurante é extremamente essencial para um crescimento do seu negócio.

A EPR Consultoria realiza projetos personalizados para que os gestores possam ter uma análise precisa dos seus dados, com a criação de ferramentas especializadas em gestão de estoque e de dados dos restaurantes.

Tais soluções ajudam um crescimento saudável e planejado, permitindo você se concentrar no que é importante para o seu negócio: a qualidade de atendimento e de seu menu.

 

3 principais erros de gestão de restaurante

Além das boas práticas citadas, é necessário levantar os principais erros na hora de realizar a gestão de um restaurante:

 

1 – Não conhecer seu público

Um dos erros mais cometidos pelos restaurantes é não ter um público bem definido. Por isso, desenvolva a persona de seu cliente de forma detalhada, a fim de promover ações, seja promoções, cupons de fidelidade ou variação no cardápio, direcionadas ao seu cliente ideal. Assim, você criará uma maior identificação entre o cliente e seu restaurante, trazendo um fortalecimento e consolidação de sua marca.

 

2 – Não ter gerenciamento do seu estoque

Como já destacado durante o texto, o gerenciamento adequado de seu estoque é um dos pontos fundamentais para uma gerência eficiente do seu negócio. Hoje, esse é um problema muito comum na gestão dos restaurantes: não saber o giro ideal do estoque e, por isso, ter prejuízo com desperdício de matéria prima ou pelo custo de oportunidade de não ter algum item do cardápio por uma grande demanda pontual.

Muito importante, portanto, o restaurante ter uma ferramenta de gestão de estoque, para que possa controlar suas compras e vendas e entender o ponto de equilíbrio ideal do estoque.

 

3 – Falta de planejamento

O planejamento envolve desde o orçamento para investimento e gastos, define seu público alvo, suas metas, maquinário e equipe de funcionários necessário para suprir a sua demanda de maneira que mantenha a operação padronizada.

Um bom planejamento permite, portanto, definir ações para momentos de crescimento e momentos de dificuldade, trazendo uma programação para que o restaurante encare as adversidades da maneira adequada.

 

voltar ao topo

Saiba mais