EMPREENDEDORISMO DIGITAL: O QUE É, VANTAGENS E IDEIAS PARA INVESTIR

Tempo de Leitura: 14 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

Empreendedorismo digital: o que é, vantagens e ideias para investir

 

O empreendedorismo digital é o ato de desenvolver um negócio que usa da internet como principal meio para ofertar produtos ou serviços, sem a necessidade de investimentos em espaços físicos. E com o exponencial crescimento da rede online no mundo, os espaços virtuais passaram a não apenas representar um espaço de diversão, informação ou entretenimento, mas também de uma ambiciosa possibilidade para negócios e inovação.

Os serviços e produtos envolvidos neste tipo de empreendedorismo são comercializados de forma online. Alguns exemplos são cursos em vídeo, canais no Youtube, podcasts e e-commerce. 

Neste texto, você compreenderá a importância do empreendedorismo digital, quais são os seus tipos, vantagens e desvantagens. Além disso, contará com uma série de exemplos e dicas de empreendimentos online. Boa leitura!

 

O que é empreendedorismo digital?

O empreendedorismo digital nada mais é do que um negócio construído virtualmente, seja ele um produto, um serviço ou um conteúdo. Esse negócio pode ser uma loja virtual, um canal no Youtube, um blog, entre muitos outros produtos e serviços disponíveis virtualmente.

Empreender digitalmente é considerado por muitos o presente e o futuro dos negócios, uma vez que oferece uma maior flexibilidade e independência na rotina dos empreendedores. Isso tudo somado ao fato de não exigir grandes investimentos e oferecer um lucro potencial alto, além de sua comodidade.

 

 

Importância do empreendedorismo digital

O desenvolvimento acelerado da tecnologia no mundo acarreta não só em mudanças nos modelos de negócios existentes e a criação de novos, mas também a introdução de novos produtos e serviços. Isso tudo agregado com o aumento na eficiência dos processos de negócios. Assim, a adaptação digital das empresas ou o ato de empreender digitalmente tornou-se uma atividade praticamente obrigatória para a sobrevivência das empresas no mercado.

De acordo com a NZN Intelligence, em 2019, 74% dos brasileiros que possuíam acesso à internet preferiram realizar suas compras online, devido à praticidade e conveniência. Hoje, em um contexto de pandemia do novo Coronavírus, aquilo que já era prático se tornou essencial. Isso fez com que o e-commerce e quase todos os serviços e produtos oferecidos online fossem significativamente impulsionados.

O empreendedorismo digital hoje é não só uma das principais e mais práticas redes de oferecimento de produtos e serviços, mas também uma fonte essencial de geração de empregos e de renda para a população. 

Ou seja, o empreendedorismo digital já é um elemento fundamental para a saúde e para o desenvolvimento da economia mundial. Dessa maneira, representa um potencial considerável para evoluir e se tornar a principal e, talvez, uma das únicas ferramentas de comércio no futuro.

 

Vantagens do empreendedorismo digital

O empreendedorismo digital apresenta uma série de vantagens quando comparado ao “empreendimento tradicional” e mostra ser a tendência do mercado de negócios do futuro. Confira algumas das principais vantagens de se investir nesse mercado:

 

Crescimento do ambiente virtual e popularização da internet

O mercado virtual torna-se um ambiente ideal para a consolidação de empreendimentos digitais. Isso tudo devido a expansão acelerada da internet e com a facilidade de acessá-la a partir de dispositivos móveis como Tablets e Smartphones. 

De acordo com uma pesquisa promovida em 2021 pela Neotrust, 78,5 milhões de compras online foram efetuadas no Brasil no primeiro trimestre de 2021. Isso mostra um aumento de 57,4% em relação ao mesmo período em 2020.

Os números citados demonstram o quanto esse mercado está em ascensão e o volume de oportunidades que estão disponíveis e que surgirão nos próximos anos. Ainda que o nível de competição aumente devido à expansão, concomitantemente o lucro também aumenta. Ou seja, agora é a hora perfeita para embarcar nesse desafio.

 

Baixo custo de investimento

Normalmente, ao iniciar um negócio, é necessário realizar um grande investimento para alugar ou comprar uma estrutura. Alguns exemplos são a aquisição de matérias-primas, contratação de colaboradores, entre muitos outros custos que uma loja física exige. 

No empreendedorismo digital, esqueça isso! Basicamente, para iniciar um negócio nesse ramo, o empreendedor necessita apenas de um computador ou dispositivo móvel que tenha acesso à internet e de sua criatividade e competência. É claro que isso varia de acordo com cada modelo de negócio, mas, por diversas vezes, é mais do que suficiente.

Os maiores investimentos que empreender online exige de seu criador é o tempo, soft skills, planejamento e conhecimento para impulsionar seu negócio. Esses são os fatores mais importantes para se obter sucesso.

 

Flexibilidade

Um dos principais diferenciais do empreendedorismo digital é a flexibilidade, praticidade e simplicidade que ele apresenta. Ao empreender online, o dono do negócio pode facilmente conciliar outras atividades à sua rotina e, inclusive, tirar proveito disso, aumentando sua produtividade. Assim, muitos dos empreendedores atuais são jovens que estão na faculdade ou que possuem outras atividades remuneradas. 

Uma estratégia muito utilizada por diversos empreendedores é desenvolver a ideia de negócio gradualmente, enquanto ainda mantém a renda de um trabalho externo. Essa estratégia permite que o negócio seja desenvolvido com paciência, sem quaisquer obstáculos financeiros ou aflições por sucesso imediato. Permitindo, assim, que o dono não sacrifique sua renda atual.

Ademais, se o empreendimento for um e-commerce, por exemplo, as compras podem ocorrer 24h por dia, sem a presença necessária do dono do negócio. Isso representa uma otimização de tempo e esforço exorbitante comparado às vendas em espaços físicos tradicionais.

 

Não há barreiras geográficas

Um benefício altamente proveitoso de empreender de maneira online é a possibilidade quase ilimitada de atingir mais pessoas. No ambiente virtual, o dono do negócio pode estar em Manaus e ter a possibilidade de alcançar pessoas do resto do Brasil, dos EUA, da Europa e do mundo inteiro. Fenômeno este praticamente impossível para empreendimentos fixos. 

Os vídeos brasileiros publicados na plataforma YouTube, por exemplo, são fortemente assistidos em Portugal e em outros países que falam português. Tendo como exemplo se os vídeos fossem peças de teatro, milhões de indivíduos a menos seriam alcançados pelo conteúdo.

 

Quais são o tipos de empreendedorismo digital

O empreendedorismo digital apresenta um universo de possibilidades de atuação em inúmeros nichos de mercado diferentes, até mesmo para aqueles que nunca trabalharam com a internet. O empreendedor deve escolher um ramo com o qual ele mais se identifica, realizando todas as alterações e particularidades desejadas. 

Confira alguns dos diversos tipos de empreendedorismo digital do mercado:

 

E-commerce

O e-commerce, abreviação em inglês de “electronic commerce (comércio eletrônico)”, é um negócio online para vender produtos ou serviços. Erroneamente, muitos definem o e-commerce como uma “loja virtual”. No entanto, basta vender pela internet – utilizando o Instagram, WhatsApp ou alguma outra plataforma de vendas, por exemplo – que já pode ser considerado um e-commerce. 

Ao contrário de grande parte dos empreendimentos virtuais, o e-commerce comercializa produtos que não são consumidos na internet, mas sim fisicamente. Esse tipo de negócio necessita de uma quantidade bem menor de colaboradores quando comparado às lojas físicas. Em contrapartida, exige uma logística para estoques, entregas, produção, investimentos em marketing e o uso de alguma plataforma. 

Há uma série de classificações para os negócios de e-commerce, tais como o E-B2B, E-B2C, E-C2B, E-C2C, entre outras. Alguns dos principais exemplos de e-commerce presentes no mercado são a Netshoes (E-B2C), OLX (C2C), Mercado Livre (E-CTC) e Magazine Luiza (E-B2C).

 

Infoproduto

Os infoprodutos são produtos digitais comercializados virtualmente, com foco em fornecer informação. Os infoprodutos podem ser cursos online, e-books, podcasts, webinars, revistas eletrônicas, entre outros. Geralmente, são baseados no conhecimento de seus donos/integrantes e oferecem conteúdos que resolvam dúvidas e necessidades das pessoas. 

Comercializar infoprodutos apresenta uma série de vantagens para o empreendedor, entre as quais é possível destacar a escalabilidade. Por diversas vezes, o empreendedor produz o conteúdo em algum momento e o vende para uma quantidade ilimitada de pessoas ao longo do tempo. Exemplo disso são vídeo-aulas, ebooks, cursos, etc.

 

Programas de afiliados

Os programas de afiliados são uma estratégia de marketing que tem como princípio a  divulgação de produtos ou serviços digitais de terceiros. Por meio de um blog próprio, de uma plataforma própria ou das redes sociais, o indivíduo anuncia a solução e é remunerado todas as vezes em que uma venda ocorre a partir de sua divulgação.

Esse tipo de negócio é bastante rentável e vantajoso, não apenas para o praticante, que vê valor em seu trabalho de divulgação, mas também para os produtos ou serviços que necessitam desse marketing para as vendas. Alguns dos principais exemplos de programas de afiliados são a Monetizze, Amazon Associados, Hotmart e Lomadee.

 

Influenciador Digital

Esse tipo de empreendedorismo digital está em ascensão e vem se tornando um dos principais meios de negócios virtuais do mercado. 

Influenciadores digitais são pessoas que, por intermédio da produção de conteúdos virtualmente – quaisquer que sejam – obtêm uma quantidade massiva de seguidores nas redes sociais. Dessa maneira, suas postagens recebem muito engajamento e viralizam com bastante facilidade, atingindo, por diversas vezes, milhares de pessoas. 

Por possuírem a capacidade de, através de suas postagens, influenciar os hábitos e os comportamentos de seus seguidores, são procurados por empresas que desejam divulgar seus produtos e serviços. Dessa forma, recebendo remuneração e fechando parcerias.

Outra maneira de monetização que os influenciadores digitais utilizam é o Google AdSense (exibição de anúncios). Com isso, ganham dinheiro de maneira proporcional à quantidade de visualizações que a página ou vídeo recebe.

 

3 ideias de empreendedorismo digital

Empreender e inovar possuem sentidos diferentes, porém caminham juntos e são essenciais para o sucesso de um negócio. Para quem deseja empreender online, há uma gama de campos para investir e explorar com ideias e ações. 

Confira algumas ideias de empreendedorismo digital:

 

1- Clubes de Assinatura

Os clubes de assinatura digitais estão em ascensão atualmente devido à queda de popularidade das compras coletivas. Esse negócio online oferece, por exemplo, roupas, produtos para pets, caixas de conteúdo, kits de comidas e bebidas, entre outros.

Nesse sentido, o cliente recebe os produtos mensalmente, no conforto de sua casa, pagando um valor mensal ao fornecedor. Existem clubes de todos os tipos no mercado, mas sempre há espaço para criar o seu a partir de uma habilidade pessoal ou até mesmo para inovar.

 

2 – E-book

Desenvolver um e-book é uma ideia bastante interessante para pessoas que desejam começar a empreender no âmbito virtual. Basta ter um conhecimento amplo em relação a algum assunto ou tema, transformá-lo em um e-book e lucrar a partir de suas vendas. 

Além de vendê-lo, há também a opção de disponibilizar o e-book para afiliação em alguma plataforma especializada, como a Monetizze ou a Hotmart.

 

3 – Aplicativo

O mercado dos dispositivos móveis não para de crescer e, concomitantemente a isso, expande também o mercado dos aplicativos. Aplicativos fazem parte do dia a dia das pessoas e são cruciais para o funcionamento de muitos serviços atualmente. 

Dessa forma, se o empreendedor possui uma ideia e deseja colocá-la no papel, criar um aplicativo é uma excelente oportunidade para realizar um empreendedorismo digital. Entretanto, é um trabalho que exige bastante conhecimento técnico e habilidades de programação.

 

4 dicas de empreendedorismo digital

Muitos empreendedores do ramo digital acabam encerrando seus negócios de maneira precoce por uma série de fatores, tais como a falta de um planejamento estratégico. O indivíduo que deseja empreender virtualmente deve seguir uma série de passos – muitas vezes bastante complexos – com os quais ele pode desenvolver seu negócio com mais confiança e segurança. 

Confira algumas dicas relacionadas ao empreendedorismo digital:

 

1 – Planejamento

O planejamento é o fator mais importante em qualquer negócio. A partir do planejamento, o empreendedor passa a ter um conhecimento mais amplo de seu negócio. Desenvolvendo assim, a capacidade de driblar situações inesperadas com maior facilidade e a ser mais confiante para tomar decisões futuras. 

Dessa maneira, o planejamento deve incluir não só elementos relacionados diretamente ao empreendimento, como um plano de negócios bastante completo, mas também fatores pessoais para que o dono se sinta confortável. Além de garantir que não tenha prejuízos significativos de renda.

 

2 – Motivação

A motivação é, também, um fator crucial para a progressão de um negócio. O caminho do empreendedorismo é longo e geralmente apresenta muitos obstáculos ao longo do caminho. Portanto, ter confiança e capacidade de resistir a momentos ruins, imprevistos e insucesso inicial é um aspecto indispensável para um empreendedor digital.

A dica do planejamento está diretamente ligada a essa, uma vez que, ao conhecer bem o seu negócio e suas limitações, é muito mais fácil ter tranquilidade para lidar com problemas e ter confiança e motivação para prosseguir.

 

3 – Estudar as redes sociais

Com o objetivo de ter sucesso, o empreendedor deve conhecer muito bem as redes sociais, sobretudo aquelas que o seu público-alvo utiliza. Entender as plataformas e ter conhecimento de como os usuários consomem conteúdo, de quais publicações são preferência do público, de quais são os horários que mais atingem pessoas, são alguns dos fatores a serem estudados. Fatores estes, que podem auxiliar muito o empreendedor digital a impulsionar seu negócio. 

As redes sociais já fazem parte do ramo do empreendedorismo há muito tempo, e o futuro indica que cada vez mais elas estarão ligadas aos negócios.

 

4 – Estratégias de Marketing Digital

Ter uma estratégia de marketing digital é fundamental para que o empreendimento seja conhecido pelo público e para que possa expandir. Para garantir que o público-alvo do negócio seja atingido, é essencial que o empreendedor compreenda o marketing digital, saiba suas utilizações e conheça diferentes e eficientes estratégias. 

É muito importante desenvolver um plano de marketing digital. Assim como o plano de negócio, consiste em uma ferramenta que, a partir da abordagem das metas, do orçamento e dos canais de divulgação, norteará as estratégias da empresa.

O marketing digital possui uma vasta gama de estratégias, portanto o empreendedor deve estudá-las muito bem com o objetivo de aplicá-las com o mínimo de erros em seu negócio. As ideias podem utilizar diferentes canais de divulgação, redes sociais, blogs, plataformas, anúncios, campanhas de mídia paga, entre outros.

 

Saiba mais: empreendedorismo digital no Brasil

O empreendedorismo digital no Brasil vem crescendo de maneira acelerada nos últimos anos, acompanhando a tendência do resto do mundo. Hoje, de acordo com dados da pesquisa TIC Domicílios 2019, 74% da população brasileira possui acesso à internet. Destes citados, 79% utilizam a conexão ao menos uma vez por mês, seja pelo celular, computador ou quaisquer outros dispositivos.

Assim, o empreendedorismo digital no Brasil tornou-se praticamente uma obrigatoriedade para os negócios a partir de março de 2020, com o início da pandemia do novo Coronavírus. Segundo o Índice de Transformação Digital Dell Technologies 2020, cerca de 87,5% das empresas brasileiras aceleraram seus projetos relacionados à adaptação para o meio digital em 2020. E, seguindo o pensamento da grande maioria dos especialistas, esse é um caminho sem volta. 

Além disso, de acordo com a pesquisa Panorama de Negócios Digitais Brasil 2020, promovida pela Spark Hero, aproximadamente 54% dos empreendedores do ramo digital no Brasil começaram seus negócios há menos de um ano.

Além de todas as tendências, os números também confirmam o aumento substancial do empreendedorismo digital e das vendas online no país. Segundo a pesquisa Barômetro Covid-19, realizada pela consultoria Kantar, o Brasil foi o país da América Latina que mais evoluiu no que diz respeito às compras online, apresentando um aumento de 30%. 

Muitos brasileiros que decidiram empreender online obtiveram uma mudança muito benéfica em sua vida e passaram a ter muito sucesso, tanto nacional quanto internacionalmente. Abaixo, estão alguns dos mais famosos empreendedores digitais brasileiros:

 

Flávio Augusto da Silva

Flávio é um empresário brasileiro dono de uma das maiores redes de idioma do planeta, a Wise Up, e também do clube de futebol estadunidense, Orlando City. Também é fundador da Geração de Valor, multicanal que aborda o universo empreendedor, e do Meu Sucesso, escola digital de empreendedorismo.

 

Érico Rocha

Érico Rocha é um dos maiores especialistas em marketing digital e em lançamento de produtos digitais do país. Empreendedor digital, Érico é responsável por popularizar a Fórmula de Lançamento no Brasil, metodologia para maximizar os resultados das vendas de produtos online. 

Ainda, Rocha possui um programa de treinamentos online, por meio do qual ensina os futuros empreendedores brasileiros a como lançarem seu negócio virtual do zero, atingindo o ambicioso sucesso.

 

 

Em muitas vezes o empreendedorismo digital acontece por meio do trabalho remoto. Por isso, baixe gratuitamente o nosso e-book 5 dicas de como fazer uma gestão de projetos à distância

voltar ao topo

Saiba mais