SUPPLY CHAIN: ENTENDA A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

Tempo de Leitura: 7 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

Supply chain: entenda a importância da gestão da cadeia de suprimentos

 

Supply chain é o termo utilizado para definir a gestão da cadeia de suprimentos das empresas. Ele consiste em um processo complexo que, devido aos retornos surpreendentes da adoção de uma boa estratégia de gerenciamento, vem ganhando cada vez mais atenção dos gestores. 

Neste post, você aprenderá o que é a supply chain, qual sua importância, benefícios e como aplicá-la em sua empresa. Já que, hoje, qualquer pequena vantagem é capaz de fornecer diversas vantagens competitivas a uma empresa. Sobretudo em um cenário de crise de cadeias de suprimento pelo globo.

 

O que é supply chain?

Provavelmente você já ouviu falar sobre a lei da oferta e da demanda, mas você sabe dizer como essa lei realmente é aplicada nas empresas?

Talvez já tenha se perguntado como as empresas de sucesso se programam a ponto de sempre, ou quase sempre,  ter disponível qualquer que seja a mercadoria que você esteja querendo comprar? Ou como as empresas conseguem manter a produção funcionando pelo maior tempo possível sem parar por falta de insumos?

Isso tudo está ligado ao supply chain, termo em inglês que significa Gestão da Cadeia de Suprimentos, O supply chain se refere à qualquer etapa do processo produtivo. Ou seja, atua tanto na garantia de que os suprimentos básicos serão bem alocados entre todas as plantas da empresa, quanto na disposição de demais peças e materiais ou até  dos produtos prontos. 

Essa é a cadeia de suprimentos, a aplicação prática da lei da oferta e da demanda aplicada diretamente no mercado.

 

O que faz o setor de supply chain?

A função de um gerente, analista ou encarregado por supply chain é garantir que a quantidade certa de suprimento, material ou produto esteja disponível no lugar certo e no momento certo.Tendo o objetivo de possibilitar a efetividade das operações, a otimização do armazenamento, eficiência dos processos e satisfação do consumidor final. 

A gestão da cadeia de suprimentos é uma abordagem complexa do fluxo de produtos e materiais, Assim, pode ser necessária a utilização de métodos complicados e diversos cálculos para definir, com precisão, quais são os cenários ótimos de alocação de recursos. Por conta disso, é comum que algumas empresas cometam o erro de tratar a cadeia de suprimentos como algo simples, procurando avaliar cada cenário individualmente e através destes realizar a tomada de decisões. 

Esta é a realidade de boa parte das empresas menores, que muitas vezes fazem o controle de suprimentos de forma pouco eficaz. Entretanto, proporcionalmente ao tamanho das empresas e quantidade de suprimentos envolvidos, um método linear pode demorar meses para chegar a algum denominador comum; Risco que, devido a alta competitividade do mercado, nenhuma empresa de sucesso quer se sujeitar. 

Por isso, cada vez mais a supply chain é realizada em conjunto com a gestão de estoques, de fornecedores, de clientes, de colaboradores e de transportadoras. Tudo isso em softwares, capazes de inferir condições ótimas em pouco tempo, possibilitando que a programação da produção seja atualizada até mesmo diariamente.

 

Representaçã

 

Qual a importância da supply chain para as empresas?

A gestão da cadeia de suprimentos é importante para evitar que hajam diversos dos desperdícios previstos no lean manufacturing, dentre eles:

  • A ociosidade de colaboradores ou parada de máquinas devido a falta ou disposição deficitária da matéria-prima;
  • Os desperdícios financeiros causados pelo transporte ineficaz, ponto bastante importante no Brasil, onde a malha de transportes é muito cara;
  • Estoques elevados, devido ao abastecimento exagerado de suprimentos;
  • Excesso de produção de determinados produtos ou em determinadas plantas;
  • Produção menor do que a demanda;
  • Excesso de tempo despendido ou baixa acurácia no planejamento da produção, estoques e transportes.

 

Benefícios do supply chain

Realizando uma boa gestão da cadeia de suprimentos, a empresa pode contar com diversas vantagens competitivas em relação aos concorrentes. Esses benefícios podem ser percebidos em diversos setores da empresa, pois, conta com o planejamento de todos os fluxos de produtos.

O primeiro e mais claro benefício é a diminuição dos custos operacionais, relacionados às mais diversas áreas da empresa. Por exemplo, com uma gestão da supply chain é possível otimizar rotas de transporte, reduzindo os custos de frete, além de diminuir gastos com gestão de estoques e até mesmo com produtos e recursos vencidos. Com isso, a margem de lucro da empresa também tende a melhorar.

Além disso, há um considerável aumento na qualidade e agilidade dos processos, reduzindo o lead time e as falhas dos produtos. Uma cadeia de suprimentos bem estruturada faz com que a mercadoria chegue mais rápido ao cliente, aumentando a presença da sua marca no mercado.

 

supply chain

A gestão da cadeia de suprimentos muitas vezes só funciona quando analisada em conjunto com demais fatores da empresa, assim como todos os processos complexos. Ou seja, para garantir que o supply chain seja eficiente, são necessários inputs de outras áreas da empresa, visto que a mesma conta com todo o fluxo de produtos.

 

Entre as áreas envolvidas, destaca-se:

 

Em algumas empresas a supply chain é mais simples, caso conte com menos processos, produtos ou até mesmo menor magnitude do negócio. Mas em empresas de grande presença no mercado é imperativo a integração de todas estas áreas.

 

Supply chain e logística: qual a relação?

Como a supply chain é um conceito novo, ainda há um debate acerca de qual dos dois engloba o outro. Alguns autores citam que a supply chain é parte da logística, enquanto outros sugerem que a supply chain é o mecanismo maior nesse sistema complexo.

Resumidamente, pode-se dizer que a logística é responsável pela movimentação de produtos de um lugar para o outro, enquanto a supply chain garante a eficiência dessa movimentação. Objetivando que o produto certo seja enviado para o lugar certo, com o tempo esperado e qualidade garantida.

 

Como aplicar a gestão de supply chain nas empresas?

O primeiro passo para aplicar a gestão de supply chain em sua empresa é escolher uma tecnologia compatível com a sua necessidade. Nem todas as empresas são capazes de adquirir licenças de softwares ligados a supply chain, e muitas vezes nem mesmo é necessário, podendo ser realizado através de softwares mais simples, como planilhas. 

Apesar disso, em empresas consolidadas e com muita concorrência muitas vezes é inevitável a utilização de programas específicos para a função. Afinal, contém acurácia e velocidade de programação muito superior, tais como os fornecidos pela SAP ou Oracle (globalmente), ou pelas brasileiras Totvs e Neogrid. 

Após a programação da ferramenta de gestão, é importante inteirar todos os setores envolvidos acerca da colaboração de cada um, pois a gestão suprimentos só funciona quando considerados os demais fatores da empresa também. Além disso, a negociação com os fornecedores a fim de obter um planejamento conjunto e possível pode ser um ponto chave para o método.

É importante que toda a equipe esteja envolvida no processo de gestão e que sejam desenvolvidos indicadores eficazes e de fácil coleta para a interpretação dos resultados do método, dando espaço para a implementação de melhorias contínuas. Por fim, basta realizar o controle de demandas e despesas, pois são esses resultados que demonstram o sucesso da estratégia em sua empresa.

 

Com uma boa gestão de estoques você facilita a definição de uma estratégia de supply chain. Clique aqui para baixar gratuitamente nossa planilha de gestão de estoques!

voltar ao topo

Saiba mais