POKA YOKE: O QUE É, BENEFÍCIOS E EXEMPLOS DE APLICAÇÕES

Tempo de Leitura: 6 minutos

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O que você vai aprender

banner poka yoke

Poka yoke, que significa “à prova de erros”, é um mecanismo de detecção de erros e defeitos, desenvolvido no Japão e faz parte da metodologia Lean Manufacturing. Quando pensamos nos tipos presentes na nossa vida, percebemos o quanto estamos acostumados com eles e, a partir disso, visualizamos sua importância.

Neste artigo você vai entender quais são as 6 técnicas de poka yoke que objetivam eliminar os defeitos na origem, passando por características e exemplos.

 

O que é poka yoke?

O Poka Yoke é uma ferramenta enxuta, representada por procedimentos que previnem o surgimento de erros nos processo produtivo, através da eliminação de suas causas.

O mecanismo nasceu no Japão através de Shigeo Shingo, criador do Sistema Toyota de Produção e considerado até hoje o gênio da engenharia. Assim, o que estimulou Shigeo a desenvolver essa ferramenta foi a quantidade de erros humanos que ele encontrou na linha de produção da Toyota.

Na década de 1960, antes da sua implementação, as empresas tomavam apenas ações corretivas para resolver seus problemas. Dessa forma, possibilitando desencadear outros prejuízos. Além disso, as empresas não tomam atitudes para evitar que esses problemas voltem a acontecer.

 

Para que serve o poka yoke?

O principal objetivo da ferramenta é detectar erros em sua causa raiz de maneira proativa e, dessa forma, proporcionar à linha de produção uma maior efetividade, diminuindo desperdícios oriundos de retrabalhos.

Dessa forma, quando aplicado em 100% do seu potencial, facilita o trabalho do operador. Possibilitando um trabalho minucioso e com menor esforço, e assim atingindo um resultado satisfatório.

 

Quais as principais características do poka yoke?

As principais características do poka yoke são o seu caráter de baixo custo, fácil entendimento e simples implementação.

É importante ressaltar também que a sua implementação deve ser avaliada. Isso porque pode acontecer situações em que a ferramenta não segue as características citadas acima. Dessa forma, não valendo o investimento para a sua aplicação.

 

Benefícios do poka yoke

Os benefícios do poka yoke da visão operacional são: redução de custos, diminuição de retrabalhos, otimização de recursos e aumento da qualidade do produto e do processo.

Além disso, a ferramenta vista do ponto gerencial tem diversos benefícios, como a melhora no cumprimento de prazos, maior controle da produção, fácil implementação em novos processos e, um dos mais importantes, aumento na satisfação do cliente.

Por último, outro ponto importante é o mecanismo diminui o tempo investido para administração e treinamento de funcionários e fomenta a mentalidade de melhoria contínua dos mesmos.

 

Onde utilizar o sistema poka yoke?

De forma mais ampla, pode ser utilizado em literalmente qualquer ramo de atividade: comércio, serviços, saúde e indústria. Possuindo o conhecimento sobre o processo e um pouco de criatividade, se torna possível criar um poka yoke para qualquer situação.

Além do mais, deve ser utilizado dentro de um processo bem definido e que tenha diversos erros gerados pela ação humana. Porém, para desenvolvê-lo e aplicá-lo com sucesso, devemos ficar atentos aos seus tipos.

 

Tipos de poka yoke

A escolha do tipo correto de poka yoke é muito importante na hora da aplicação do mesmo, pois é a sua adequação ao processo escolhido que determinará se ele será efetivo ou não. Dessa forma, existem 6 tipos, sendo eles:

 

Poka Yoke de Eliminação

Tem como objetivo eliminar as etapas que causam erros e atividades que não agregam nenhum valor ao processo. Se for necessário, é possível redesenhar todo o processo ou produto em questão.

 

Poka Yoke de Substituição

Consiste em substituir uma etapa que vem dando muitos erros por outra, mais confiável e robusta. Assim, uma forma de fazer isto é automatizar as atividades que são muito repetitivas, ou seja, mais passíveis de erro humano.

 

Poka Yoke de Prevenção

Esse tipo muda o produto ou processo para impossibilitar o acontecimento de um erro, em outras palavras. Nesse sentido, o erro pode estar relacionado a falta de treinamento, desorganização, condições de trabalho inapropriadas, e alta rotatividade de operadores.

 

Poka Yoke de Facilitação

Como o nome bem diz, facilita a realização da tarefa correta por meio de controles visuais.

 

Poka Yoke de Detecção

Tem por objetivo alertar e tornar os erros visíveis ao nosso olhar, facilitando a tomada de decisão do colaborador e tornando-o mais ágil. Nesse método de detecção, a advertência do erro não para o processo, o que deve ser um ponto de atenção.

 

Poka Yoke de Mitigação

Esse último tipo somente é escolhido quando nenhum outro tipo é viável para o processo pois ele apenas diminui o impacto dos fatores que levam ao erro.

 

Como aplicar o poka yoke?

A aplicação pode ser dividida em 4 partes: conscientização, análise, escolha do tipo e monitoramento.

Na etapa de conscientização, o objetivo é entender o que está dando fugindo do padrão ou o que pode apresentar alguma falha futuramente. Para isso, pode-se utilizar o Brainstorming para gerar um volume considerável de novas ideias e assim, identificar futuros erros.

Já na etapa de análise, podemos olhar para gráficos de retrabalhos, quebras de máquina e reclamações de qualidade. Para ser possível resolvê-las, pode-se utilizar diversas ferramentas da metodologia Lean, como o 5W2H e o diagrama espinha de peixe, visando encontrar formas de solucionar os problemas identificados.

 

Poka yoke exemplos

Para facilitar o seu entendimento na prática, vamos ver alguns exemplos. No de eliminação, podemos eliminar etapas de programação manual de uma máquina ou processo que afetam diretamente a qualidade do produto.

Além disso, podemos entender sobre o de substituição pensando em robôs de soldagem na indústria automotiva e até em códigos de barras para a identificação de lotes. Na sequência, o de prevenção, temos exemplos de diversos plugs para diferentes valores de corrente elétrica.

Nos tipos de facilitação podemos pensar em sinais de alerta e checklists. Em continuação, no de detecção temos o preenchimento de campos obrigatórios e sensores de posicionamento.

E por último, temos exemplos do de mitigação, sendo os mais famosos, pois esse grupo abrange os EPI ‘s e os fusíveis.

 

exemplo poka yoke

 

voltar ao topo

Saiba mais